[ editar artigo]

Viagem Internacional com cachorro

Viagem Internacional com cachorro

O cachorro é o melhor amigo do homem, parece até um filho, por isso, ao colocar o pé na estrada, não podemos deixar ele para trás. Mas para que tudo dê certo, ainda mais em viagem internacional com cachorro, temos que ter alguns cuidados especiais.

Se você já viajou de avião com seu pet pelo Brasil, com certeza, já notou que as regras de transporte mudam de acordo com a empresa aérea que você fez a reserva, a raça do cachorro, o tamanho, assim como o valor e os trechos. Porém, o Ministério da Agricultura possui recomendações gerais

Para uma viagem internacional com cachorro é obrigatório analisar os roteiros e saber quais são as regras de cada empresa aérea, assim como as do seu destino. Parece um pouco confuso, não é? Calma, com algumas dicas você e seu filho de quatro patas podem curtir a viagem bem sossegados. 

Viagens pelo Brasil

Primeiramente, antes de pensar nas regras internacionais, temos que entender um pouco como funciona no Brasil, pois, a depender do local de seu embarque, talvez tenha que fazer um trecho nacional e já cumprir certas regras.  

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) dá algumas dicas de como se organizar para viajar com animais. De acordo com a ABEAR, primeiramente, você deve considerar o conforto de seu animalzinho, por isso, cuidado na escolha da caixa de transporte - o kennel, ele deve ser confortável. Este cuidado evita estresse animal. 

Eles ainda reforçam o cuidado com o cheiro e os odores dos animais, é indicado que eles tenham tomado banho antes da viagem, para evitar qualquer reclamação por parte da empresa aérea. 

Documentos necessários no Brasil

Para viagens nacionais os documentos são bem mais simples, mas nem por isso devem ser deixados para última hora, pois precisam respeitar certas regras. Basicamente os dois documentos que você deve ter em mãos e a carteira de vacinação e o atestado de saúde.

Na carteira de vacina é obrigatório ter a antirrábica, que deve ter sido aplicada a pelo menos 30 dias e antes de 12 meses, em respeito a eficiência da vacina. Além disso, deve conter informações sobre o laboratório, qual o tipo de vacina e a numeração do frasco. 

O atestado médico serve para confirmar que seu animal está saudável para a viagem e deve ser assinado por um médico veterinário, no máximo dez dias antes da viagem. 

Como levar cachorro em voo internacional?

Para uma viagem internacional com cachorro é indicado que você realize planos ainda mais longos, pois vai precisar de um pouco de estudo sobre as regras de cada destino que deseja ir e já deve ter em mente a demora na resposta das empresas, confirmando o trajeto do seu doguinho. 

Pensando nisso, vou indicar os principais pontos que você deve saber ao elaborar seu roteiro de viagem. Relembre, cada país possui suas próprias regras, por isso vamos apresentar os principais roteiros e o que cada um deles exige.

EUA

Se você está pensando em ir para os Estados Unidos vai precisar de um Certificado Veterinário Internacional (CVI) que pode ser solicitado pelo Portal de Serviços do Governo Federal, o CVI online.

Neste certificado contém o atestado de saúde, comprovante de vacinação (antirrábica), autorização de viagem e cópia do documento de identificação do responsável, caso a pessoa que vai transportar o bichinho não seja a que consta na carteira de vacinação.

Atestado de saúde
  • Dados completos do tutor;

  • Dados completos do animal;

  • Endereço do veterinário;

  • Tratamento de parasitas interno e externo, 15 dias antes da viagem;

  • No caso de cachorros deve ser emitido nos 10 dias antes da viagem;

  • Data do exame;

  • Assinatura e carimbo do médico veterinário.

Comprovante de vacinação (Carteira de vacinação, passaporte animal ou CVI)
  • Dados completos do tutor e animal; 

  • Dados da vacina: Laboratório, nome, data de aplicação, validade e lote;

  • Assinatura e carimbo do médico veterinário;

  • Endereço e contato do médico veterinário.

Autorização
  • Conter nome completo do tutor (nome presente no cartão de vacinação) e documentos;

  • Conter nome completo do responsável pelo transporte. 

Atenção! Ao chegar nos EUA podem te solicitar um Certificado de Vacinação em inglês, assinado pelo veterinário, por isso, para não ter nenhuma dor de cabeça, vale a pena organizar este documento. 

Europa 

Se o seu roteiro inclui países europeus, de modo geral, há 5 pontos que devem ser seguidos em uma viagem internacional com cachorro.

  • Primeiramente, o seu doguinho deve estar microchipado, de acordo com o padrão ISO 11784 e ISO 11785. Você deve estar com o comprovante de implante ou tatuagem de identificação;

  • Comprovação de vacina antirrábica, além disso, você tem que ver as comprovações específicas para cada país europeu; 

  • O pet tem que ter uma sorologia antirrábica atualizada, 30 dias após a vacina e esperar 90 dias de quarentena antes da viagem.  O laboratório deve ser autorizado pela União Europeia;

  • CVI, mesma regra do EUA;

  • Certificado de saúde, assinado por um veterinário.

Alguns países como Irlanda, Finlândia, Malta e Reino Unido exigem que seu doguinho tenha feito um tratamento antiparasitário. Já Portugal exige a assinatura de um Termo de  Responsabilidade, pois compreende este transporte como uma atividade de risco. 

Como cada país da União Europeia acaba por apresentar regras distintas, o ideal é pesquisar as especificações de cada país europeu, para não correr o risco de ter nenhuma dor de cabeça.

Mercosul

Se sua viagem internacional com cachorro for para o Mercosul é mais tranquilo, formado por 5 países (Argentina, Uruguai, Venezuela, Bolívia e Paraguai), de modo geral, eles exigem o CVI atualizado, com no mínimo 15 dias antes da viagem. O animal deve ter tomado a antirrábica e estar livre de parasitas. 

Diferente dos outros 4, o Uruguai traz outras exigências como a microchipagem do animal (Padrão ISO 11784), teste sorológico antirrábico (máximo de 60 dias antes do embarque), sorológico de Leishmaniose (ELISA e/ou RIFI) negativo, com no máximo 60 dias de antecedência. 

Para mais informações, o ideal é definir o destino e ver se o país, no momento, apresenta alguma outra recomendação. A própria vigilância agropecuária apresenta um checklist com tudo que você deve organizar para viajar com seu doguinho pelo Mercosul

Companhias aéreas

Assim que você definir que vai viajar com seu animalzinho, já deve comprar sua passagem e reservar a vaga do seu pet, esta é uma informação bem importante, pois há um limite de pets por vôo, que vai de acordo com a empresa, e também tem que saber se a companhia permite este transporte no trecho que você vai fazer.

Sobre reserva para o seu pet quanto antes melhor, pois, às vezes, as empresas demoram a responder, deixando o tutor incerto se vai conseguir viajar com seu pet ou se vai receber a resposta a tempo. 

Segundo a Anac, o transporte do pet deve ser cobrado separadamente, assim em viagem internacional com cachorro você deve pôr no papel não só os seus gastos, mas todos os gastos que vai ter no transporte do seu doguinho

É importante ver as regras de cada empresa, pois em alguns casos, o seu doguinho pode viajar com você, em outros tem que ir no porão do avião. Se ele for com você, na aeronave, a empresa pode mudar o seu assento, por questões como alergia de outros passageiros ou em vagas mais confortáveis para os dois. 

Abaixo estão exemplos dos requisitos de algumas companhias aéreas, mas assim como no caso da União Europeia, logo que definir seu destino você deve analisar as exigências dos países e ir para o site da empresa que deseja contratar. Normalmente, há nos sites dessas companhias, recomendações específicas e quais são os trajetos possíveis. 

GOL

Se o seu doguinho for com você na cabine, há duas opções de caixa, a rígida (22 cm x 32 cm x 43 cm) ou a flexível (24 cm x 32 cm x 43 cm). O peso máximo tem que ser de 10 kg (caixa + animal) e a idade mínima de 4 meses.

Se ele for no porão, a caixa deve ser de no máximo 82cm x 114 cm x 142 cm, bem maior se comparada a opção da cabine, ideal para raças maiores. O peso do animal + caixa deve ser entre 10 a 30 kg e a idade mínima é de 4 meses. 

LATAM

Para que o doguinho vá na cabine com você é necessária uma caixa de 19 cm x 36 cm x 33 cm com peso máximo de 7 kg (caixa + animal). A idade mínima deve ser de 8 semanas, com exceção dos Estados Unidos que a idade mínima para a entrada no país é de 4 meses. 

Caso ele for no bagageiro, a caixa já é bem maior (115 cm de altura e 300 cm de lineares), o peso máximo é de 45 kg (animal + caixa) e o mínimo de 8 semanas, voos nacionais e 4 meses se for para os Estados Unidos. 

AVIANCA

Nesta companhia, pode ir na cabine animais com até 8 kg em caixa confortável de 40, 6 cm x 27,9 x 20,3 cm, como bagagem de mão. Só é permitido um animal por pessoa. O pet deve ficar à frente dos pés do tutor/responsável.

Atenção, a depender da raça do seu cachorro a empresa pode apresentar recomendações específicas, como é o que ocorre com os cachorros braquicéfalos que não podem ficar no porão das aeronaves.

AZUL

Para viajar com seu amigo pela Azul, é importante que você conheça as regras da companhia, que permite 3 animais por voo doméstico. Isso quer dizer que não é possível fazer viagem internacional com cachorro pela Azul.

O animal não é transportado no porão, ou seja, ele viaja na cabine.  A idade mínima permitida é de 4 meses e o peso do pet junto com a caixa de transporte deve ser de até 5 quilos. Além disso, você precisa reservar o lugar do seu pet no voo até 24 horas antes. 

A hora da viagem

A viagem pode ser um momento bem estressante para seu doguinho, por isso é ideal que você prepare toda uma esfera de conforto para que ele esteja bem durante a viagem. Se possível, passeie com ele, atividades recreativas naturalmente criam o sentimento de bem-estar no animal.

De todo modo, o indicado é que você chegue pelo menos três horas antes do embarque, para apresentar todos os documentos necessários e realizar o check-in. Aproveite este tempo para dar água e alimento.

Regras de convivência

Cada país possui suas próprias regras sociais, mas, de modo geral, reforce os cuidados de limpeza do animal, esteja sempre com um saquinho para coletar as fezes, quando ele fizer na rua, e pesquise os lugares que permitem a entrada de cachorros. 

Lembre-se que os doguinhos, no geral, gostam de interagir, por isso em uma viagem internacional com cachorro, avalie a cultura local, se você pode deixar ele solto em espaços abertos e se é indicada a interação dele com outros animais.

Lembre-se que você está em outro país, por isso, sempre tenha em mãos a carteira de identificação do seu animal. É indicado que na coleira do cachorro tenha alguma identificação e forma de contato, nunca sabemos o que pode ocorrer, isso cria uma maior segurança em um possível imprevisto. 

Onde ficar?

Sempre que formos viajar com nosso pet é importante saber se o espaço onde vamos é pet friendly, ou seja, se animais são bem aceitos. Muitas vezes, não nos atentamos a isso, permitir a entrada de seu cachorro não é o suficiente, ele é seu melhor amigo, por isso ele deve ter tanto luxo quanto você.

Leia sempre os reviews dos espaços, por meio desta leitura dá para você ver como foi a experiência de outros viajantes e saber se o espaço é digno de seu doguinho. 

Lazer animal

Quando viajamos para outros países queremos conhecer o máximo possível o local, mas lembre-se, em uma viagem internacional com cachorro nem todas as atividades são adequadas, seu roteiro pessoal talvez não case com o roteiro ideal para ele, assim, se possível, pesquise se existe algum espaço com atividades direcionadas para seu animal.

A depender do seu destino, algumas atividades como natação, corrida ou rafting podem ser interessantes. Cachorros maiores acabam por curtir melhor estas atividades mais radicais. Afinal de contas, esta viagem tem que ser incrível para você e para seu melhor amigo. 

Agora que você já sabe como levar seu cachorro para outro país, se programe e faça seu seguro de viagem! Depois é só diversão.

Fonte da imagem de capa:  Wayne Schutt

 

comunidade.triphero
felinathalia
felinathalia Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você